sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Coloração de Gram

A coloração de Gram é um método de coloração de bactérias desenvolvido pelo médico dinamarquês Hans Christian Joachim Gram (1853 - 1838), em 1884, e que consiste no tratamento sucessivo de um esfregaço bacteriano, fixado pelo calor, com os reagentes cristal violeta, lugol, etanol-acetona e fucsina básica. Essa técnica permite a separação de amostras bacterianas em Gram-positivas e Gram-negativas e a determinação da morfologia e do tamanho das amostras analisadas.

O método da coloração de Gram é baseado na capacidade das paredes celulares de bactérias Gram-positivas de reterem o corante cristal violeta no citoplasma durante um tratamento com etanol-acetona enquanto que as paredes celulares de bactérias Gram-negativas não o fazem.

A coloração de Gram é um dos mais importantes métodos de coloração utilizados em laboratórios de microbiologia e de análises clínicas, sendo quase sempre o primeiro passo para a caracterização de amostras de bactérias. A técnica tem importância clínica uma vez que muitas das bactérias associadas a infecções são prontamente observadas e caracterizadas como Gram-positivas ou Gram-negativas em esfregaços de pus ou de fluidos orgânicos. Essa informação permite ao clínico monitorar a infecção até que dados de cultura estejam disponíveis. É possível a análise de vários esfregaços por lâmina, o que facilita a comparação de espécimes clínicos. As lâminas podem ser montadas de forma permanente e preservadas como documentação.

Gram-Positiva:

  1. membrana citoplasmática:
    • fosfolipídeos
    • proteínas
  2. parede celular:
    • peptidoglicano - polímero poroso e insolúvel, em grande quantidade nestas bactérias (50% ou mais do peso seco da célula), tornando a parede bem espessa
    • ácido teicóico - polímero de glicerol e ribitol fosfato; carregados negativamente pode ajudar no trasporte de íons + para dentro e fora da célula; e no armazenamento de fósforo. Se encontram ligados ao peptidoglicano ou à membrana citoplasmática
    • polissacarídeos - ligados ao peptidoglicano

Gram-Negativa:

  1. membrana citoplasmática:
    • fosfolipídeos
    • proteínas
  2. parede celular - localizada no espaço periplasmático, ou seja, e ntre as membranas citoplasmática e externa.
    • peptidoglicano - representa 10% do peso seco da célula
    • lipoproteínas
  3. membrana externa - presente apenas nestas bactérias, serve para distingui-las.
    • lipopolissacarídeos - típicos destas bactérias, ocorrem somente na membembrana externa; formados de lípideos, cerne de polissacarídeo e antígenos O. Podem atuar como um veneno (LPS ou endotoxina)
    • trímeros de porina

Mecanismo de Coloração de Gram:



2 comentários:

  1. Qual é a função principal do peptidoglicano ?

    ResponderExcluir
  2. Cheio de erros grosseiros como na data de morte e nascimento e quando a técnica foi descoberta...

    ResponderExcluir